terça-feira, 19 de agosto de 2014

Anglogold, Judiciário e PM querem despejar 60 famílias em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. 19/08/2014.



Anglogold, Judiciário e PM querem despejar 60 famílias em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte.

Nota do MLB, com apoio da Comissão Pastoral da Terra.
Nova Lima, MG, 19 de agosto de 2014

Cerca de 60 famílias que moram em casas de alvenaria na Ocupação Nova Canaã, no bairro nova Suíça, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, MG, foram notificadas pela Policia Militar para comparecerem a uma reunião na 1ª CIA PM da cidade amanhã (20 de agosto) as 09h. A ocupação Nova Canaã tem famílias que moram a mais de 2 anos no terreno, mas a Juíza Myrna Souto concedeu Liminar de reintegração de posse a favor da mega-empresa Anglogold, mineradora que tem histórico de fazer dezenas de despejos na cidade.
As famílias e o Movimento de Luta nos Bairros, vilas e Favelas (MLB) estão em negociação direta com o Prefeito Cássio de Nova Lima, Magnani Júnior , que se comprometeu em resolver o problema através da compra do terreno via o Programa Minha Casa Minha Vida Entidades e as famílias já foram cadastradas pela prefeitura.
Em nome da verdade e por respeito à dignidade humana não aceitamos o despejo das famílias.
A falta de programas habitacionais é um problema que explode em todo Brasil e em especial em BH, região metropolitana e em MG. Assim como as 8 mil famílias das Ocupações Rosa Leão, Esperança e Vitória, da Região do Isidoro, em Belo Horizonte e Santa Luzia, MG, as famílias da Ocupação Nova Canaã estão firmes e unidas contra mais essa injustiça.
Detalhe: Canaã se refere à terra conquistada pelo povo da Bíblica após se libertar das garras do imperialismo dos faraós do Egito, atravessar o Mar Vermelho e marchar 40 anos pelo deserto. Canaã é Prometida por Deus aos Sem Terra e Sem Casa. Em Nova Lima não pode ser diferente!
A Ocupação Nova Canaã conta com o apoio das outras Ocupações de BH e região metropolitana.

Morar dignamente é um direito humano!
Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas – MLB

Obs.: Essa Nota Pública do MLB foi publicada originalmente no link, abaixo:

Para mais informações, contato com Joubert, cel. 31 8402 6860 ou Leo, cel.: 31 9133 0983.

domingo, 17 de agosto de 2014

APELO ÀS IGREJAS DE BELO HORIZONTE, da RMBH, de MG e do BRASIL, A TODOS/AS OS/AS RELIGIOSOS/AS DAS ORDENS RELIGIOSAS, das CONGREGAÇÕES, PESSOAS CRISTÃS E DE OUTRAS RELIGIÕES. BH, 17/08/2014


APELO ÀS IGREJAS DE BELO HORIZONTE, da RMBH, de MG e do BRASIL, A TODOS/AS OS/AS RELIGIOSOS/AS DAS ORDENS RELIGIOSAS, das CONGREGAÇÕES, PESSOAS CRISTÃS E DE OUTRAS RELIGIÕES.
 
Eu vi a opressão de meu povo no Egito, ouvi o grito de aflição diante dos opressores e tomei conhecimento de seus sofrimentos. Desci para libertá-los das mãos dos egípcios e fazê-los sair desse país para uma terra boa e espaçosa, terra onde corre leite e mel. " (Ex 3,7-10)

As coordenações das Ocupações Rosa Leão (1.500 famílias), Esperança (2.638 famílias) e Vitória (4.500 famílias), situadas na Região do Isidoro em Belo Horizonte e Santa Luzia, MG, as Brigadas Populares, a Comissão Pastoral da Terra, o MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas), o Grupo Arquitetos Sem Fronteira Brasil e toda Rede de Apoio vêm, com Esperança Urgente, pedir apoio e solidariedade para as Ocupações, acima referidas, pois cerca de 8 mil famílias (mais de 20 mil pessoas, 70% mulheres e crianças, milhares de crianças, centenas de idosos e deficientes) está sob gravíssima ameaça de Despejos Forçados SEM ALTERNATIVA DIGNA. Há evidências de que se a Polícia de MG chegar para despejar as ocupações, poderá acontecer morte de muita gente. Só diálogo e negociação poderão evitar tragédias e banho de sangue e chegarmos a soluções justas e pacíficas.
As famílias clamam por presença de pessoas solidárias que venham acampar com elas nas Comunidades em uma vigília permanente enquanto esperam a chegada da polícia ou uma negociação para realizar atividades pastorais, sobretudo com as crianças que, pela pressão psicológica e pelo medo são as principais atingidas.
São muitas as violações que estas famílias vêm sofrendo e já se encontram nas comunidades diversas pessoas de Movimentos Sociais Populares que têm marcado presença e demonstrado apoio. Mas precisamos de mais gente pelo número grande de famílias e pela grande demanda. Há mil formas de apoiar e não ser omisso e nem cúmplice de um massacre anunciado.
Sugerimos, é uma ideia, pela Conferência dos Religiosos do Brasil/MG (CRB) ou por iniciativa de alguma Ordem/Congregação, seja formada uma Comunidade intercongregacional que possa permanecer nas ocupações e cujos membros, caso seja necessário, possam se revezar até a situação melhorar.
As Comunidades Rosa Leão, Esperança e Vitória são muito acolhedoras e as famílias clamam por apoio.
Dom Walmor de Oliveira, arcebispo da Arquidiocese de Belo Horizonte, já telefonou para o Gabinete do Governador de MG e exortou para que o Governo de MG não envie polícia, mas dê prazo razoável para que as negociações fluam. E, em celebração na Serra da Piedade, dia 15/08/2014, o arcebispo Dom Walmor manifestou apoio firme à luta das Ocupações do Isidoro, exortou para o diálogo, negociação, respeito à dignidade humana e pediu que o poder público não se precipite em tentar fazer os despejos. A Rádio Itatiaia divulgou entrevista com Dom Walmor exortando para o diálogo.
Ontem, dia 16/08/2014, Dom Wilson Angotti Filho, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, visitou, celebrou e abençoou o povo das Ocupações Rosa Leão, Esperança e Vitória, acompanhado do padre João Lucena (da Paróquia São Raimundo Nonato, no bairro Londrina, em Santa Luzia, MG), de frei Gilvander Moreira, padre da Ordem dos Carmelitas, e de várias outras lideranças.
Na esperança de que este clamor seja atendido, aguardamos retorno.

Grande abraço, com ternura e resistência,

P/ coordenações e Movimentos Sociais,
Frei Gilvander Moreira, email: gilvanderlm@gmail.com

Contatos para maiores informações:
com Isabela (cel.: 31 8629 0189), Rafael Bittencourt (cel.: 31 9469 7400) ), com Charlene (cel.: 31 9338 1217 ou 31 8500 3489), com Edna (cel.: 31 9946 2317), com Elielma (cel.: 31 9343 9696), com Bruno Cardoso (cel.: 31 9250 1832); Poliana (cel. 31 9523 0701) ou com Leonardo MLB (cel.: 91330983).

Maiores informações também nos blogs das Ocupações, abaixo:


ACOMPANHE O QUE ESTÁ SENDO POSTADO NOS BLOGs, ACIMA e nas páginas das Ocupações no facebook.

“Nossos direitos vêm...” Pátria Livre! Venceremos!

Dias de Vivência na Ocupação Vitória (4.500 famílias), na região do Isidoro, em Belo Horizonte e Santa Luzia, MG. Há ameaça muito grave de despejos de 8 mil famílias das Ocupações Rosa Leão, Esperança e Vitória. Há evidências de que acontecerá morte de muita gente caso a Polícia chegue para despejar as Ocupações do Isidoro. Somente o diálogo e negociação poderão nos levar a soluções justas e pacíficas. BH, 17/08/2014.



Dias de Vivência na Ocupação Vitória (4.500 famílias), na região do Isidoro, em Belo Horizonte e Santa Luzia, MG. Há ameaça muito grave de despejos de 8 mil famílias das Ocupações Rosa Leão, Esperança e Vitória. Há evidências de que acontecerá morte de muita gente caso a Polícia chegue para despejar as Ocupações do Isidoro. Somente o diálogo e negociação poderão nos levar a soluções justas e pacíficas. BH, 17/08/2014.